sábado, 30 de outubro de 2010

meu querido jambo roxo

Nos meses de verão quando começam a florescer e amadurecer os jambos, são para mim, uma viagem linda, densa e saudosa de minha infância...

os jambos roxos fazem parte de minha vida, havia um pé em minha casa bem em frente ao terraço, linda árvore frondosa, cheirosa...ainda em novembro quando as flores caiam sem parar uma atmosfera mágica envolvia a criançada, todos primos morando próximos era um deleite...
deixando de lado as mangas,os abacates e qualquer outra árvore que ali existia...

pela manhã a mais doce rotina de recolher as flores e brincar de fazenda, de jardim...

tanto até não poder mais, e quando os frutos amadureciam, um banquete formado! sem hora nem medidas para comê-los
a carne branca tingida de roxo, todo o quintal ganhava uma coloração linda em tons de vermelho, rosa e lilás causada pela queda do fruto e das flores...


a retirada da árvore  era uma tarefa feita pelos mais velhos e acompanhada com verdadeira paixão pelas crianças,ânsia, risos...
doces lembranças
e junto a isso tudo uma imagem que fica na retina...a sombra, as folhas se movendo ao vento...e minha vó (que saudade meu deus!!!!) placidamente recostada em sua cadeira de balanço a rir de nossa euforia e a tardinha a nos contar deliciosas histórias...
e o jambo ali... se perpetuando em nossas memórias de forma tão pungente
que até hoje adultos nos remete à nossa infância tão linda........




6 comentários:

  1. Que lindo... tivemos um pé deste jambo aqui, mas os frutos não tinham sabor de nada, acho que o clima não é bom para eles.
    As flores são mesmo lindas, é um belo espetáculo.

    ResponderExcluir
  2. Estranhamente não gosto do sabor do jambo. Mas acho que eu seja uma exceção a regra. Mas as imagens postadas são de dar água na boca. Um jambo suculentamente aberto é algo tentador...por não dizer até afrodisíaco. Mas uma vez a Paula nos brinda com um belo texto.

    ResponderExcluir
  3. Nossa maninha... lindo, sensacional!!! esse texto descreve um pouco de como fomos felizes na nossa infância. Bela recordação, você deveria mostra-lo para todos os nossos primos!!! eles iriam adorar e se emocionar assim como eu!!! bjão... Evinho

    ResponderExcluir
  4. nosa deu saudade da minha infancia la na fazenda eu adorava quando comessava cair as flores e tanbem do fruto mamae e papai mim chamava de passarinho porquer eu sempre gostei de todas as frutas quer saudade meu deus quer tempo feliz menmoria de irene santiago a ire sanzax

    ResponderExcluir
  5. estou com vontade de voltar pra la e cultivar jambo e pitaia nas minhas terras so assim talvez relembro minhas saudadedes com lucros menmorias da irene santiago a ire sanzax

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paula, gostaria, se possível, que me dissesse se me pode facultar sementes destes frutos.Tenho feito troca de sementes desde a Grécia, França, Brasil... etc. Fazêmo-lo por correio e por carta. Tenho sementes de diospiro, Kiwano, ameixa,mangericão... flores várias.

      Caso esteja interessada, responda para este mail, por favor

      beatrizs.palma@gmail.com


      Ando a ler o seu blogue, devagarinho... tem matéria interessante! Obrigada pela partilha.


      Beatriz

      Excluir