quinta-feira, 19 de abril de 2012

DESEJO SER RETRATO


DESEJO SER RETRATO


Um dia serei retrato
Na parede talvez, na cabeceira, quem sabe, numa mesinha, quiçá.
E alguém perguntará (ou não) quem foi àquela pessoa
Talvez alguns pensarão sobre os olhos, o que expressam?
 O que transmitem?
Desejo ser sépia ou preto e branco
Infinitamente mais poéticos que os coloridos...
E se alguém lembrar do rosto do retrato
Que lembrem dos sorrisos, e dos abraços e dos momentos lindos.
Por trás de cada olhar há uma vastidão a ser desvendada
Eu mesma, ao olhar antigas fotografias de minha família.
Tento capturar seus pensamentos
E sentimentos e anseios...
Como se fosse plausível...
intocável
indizível
Porém, absurdamente perturbadores, e tentadores de minhas idéias.
São os retratos que admiro...
Eles nos fitam e parecem zombar
Da placidez de suas faces
Parecem nos dizer quão melhor foi à vida outrora
E que aquele rosto a me fitar, será imortal.
Perenemente em paz.
Desejo ser retrato!

E acima de tudo desejo que lembrem do retrato e digam
 Ela?foi feliz!







Nenhum comentário:

Postar um comentário